Investir em imóveis: garantia e segurança

Ao contrário das oscilações financeiras, o investimento é o mais seguro e rentável

06/04/2020min de leitura

O ano de 2020 já era comemorado pelo ramo imobiliário. As expectativas estavam sendo cumpridas e o mercado estava bem aquecido. Aliado a isso, os juros básicos, cada vez mais em queda, deixaram o ramo ainda melhor visto pelos especialistas.

Com a pandemia do coronavírus, o cenário financeiro ficou instável. As bolsas de valores oscilam constantemente e as aplicações financeiras caíram consideravelmente. E aí, quem investiu em imóveis, pode ter mais tranquilidade e estabilidade, já que o investimento traz consigo garantias não encontradas em outras transações. “Essa crise mostra que, mais do que nunca, o imóvel é uma moeda forte. Investir em imóvel é ter segurança”, garante o presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás, Roberto Elias.

As expectativas continuam em alta e, na verdade, são ainda melhores que as iniciais. Goiás, que tem um dos metros quadrados mais baratos do País, têm a projeção de maior valorização. “O momento é ideal para quem quer investir em imóveis. O mercado imobiliário vai passar por essa crise e vai ficar ainda mais forte, com melhor valorização”, assegura o presidente. 

Mas o que é preciso saber para investir em imóveis?  

Para o consultor financeiro Maurício Vono, antes mesmo de decidir investir em um imóvel, é preciso que a pessoa entenda se esse tipo de investimento é o ideal para ela. E, a partir disso, entender como é sua realidade financeira e o objetivo de investir neste mercado. “Muitas pessoas compram um imóvel para resolver um problema de moradia, porém pensando no imóvel como um investimento. No entanto, essa pessoa precisa entender se esse é um bom negócio para ela e como isso vai se encaixar no orçamento dela”, ressalta o especialista.

Maurício explica que há uma diferença que precisa ser levada em consideração entre os investidores.

1- Se a ideia é e aumentar o patrimônio, o ideal é que ela compre o imóvel, alugue-o e reaplique o dinheiro todos os meses.

2- Se o intuito é investir, é preciso que se analise a incorporadora e os cenários futuros do imóvel, como, por exemplo, a construção de empreendimentos nas proximidades, etc. 

O que levar em consideração

Os especialistas afirmam que um imóvel é rentável se ao vendê-lo, você puder comprar um ou dois imóveis e ainda sobrar algum dinheiro. Neste caso, a pessoa conseguiu aumentar o patrimônio.

Já para aqueles que pensam em investir no imóvel para mantê-lo alugado, além de ter de se atentar ao fato de que ele pode ficar um tempo sem um locador, é preciso repensar caso ele seja financiado, uma vez que o valor do aluguel deve ser superior ao valor da parcelo do financiamento, para que haja um equilíbrio nas contas. No entanto, o ideal, de acordo com os especialistas, é comprar o imóvel à vista, para que a renda obtida possa ser reinvestida.

O que devo observar ao escolher um imóvel para investir?

- Se o seu investimento vai ser imóveis que ainda não estão prontos, ou seja, na planta, dê preferência sempre a incorporadoras de renome, que garantem a qualidade e possuem credibilidade no mercado;

- Independente de estar pronto ou não, a localização deve ser levada em conta. Imóveis que já estão em pontos estratégicos da cidade, como a proximidade a supermercados, bancos, comércio, são mais valorizados, uma vez que a região apresenta maior rentabilidade; Para aqueles que ainda estão em construção, é preciso analisar a região e saber como ela prosperará;

 

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

Ao enviar, estou de acordo com as Políticas de Privacidade da empresa